Mais confirmações

O Super Bock Super Rock já arregaçou as mangas.

O espaço dos concertos, a zona reservada ao campismo e o estacionamento foram aperfeiçoados. Tem sido assim todos os anos, desde a fundação, em 1995, mas no próximo verão queremos ir mais longe.

A razão que nos move tem um lado sentimental: na última edição, contra a nossa e a vossa vontade tivemos, subitamente, e em cima da hora, de sair da nossa casa, o Meco, e mudar o Festival para Lisboa.

É por essa razão que em julho de 2023 queremos que o Meco esteja ainda melhor, ainda mais organizado, mais bem equipado, mais confortável para todos.

Sempre em estreito alinhamento e cooperação com as autoridades competentes, com especial relevo para a Câmara Municipal de Sesimbra.

De todas as mudanças, havia uma que era imperativa: mudar a zona de estacionamento e campismo para uma área com menos vegetação, não florestal, e com mais espaço. Os carros e as tendas não precisam de ouvir música, têm é de estar seguros e numa zona prática, de onde seja mais fácil entrar e sair.

O respeito pela maravilhosa paisagem do Meco é outra responsabilidade que assumimos com orgulho. Cuidamos do espaço antes, durante e depois do Festival — proteger é a palavra que nos move.

No próximo ano teremos mais bocas de incêndio, mais meios no terreno, mais olhos vigilantes, ainda mais segurança.

O Super Bock Super Rock existe há 28 anos — são verões e verões de experiência e conhecimento ao serviço da música. Vamos voltar ao Meco e vamos voltar melhores!

A música, essa, continuará a ser a mais autêntica do momento, apostando na qualidade das propostas, sem esquecer as tendências mais relevantes e frescas do momento.

Nas primeiras confirmações, temos o regresso dos The 1975 com novo álbum editado este ano, o charme parisiense da eletrónica de L’Impératrice e a estreia em Portugal de uma das bandas mais interessantes do atual cenário da música alternativa, os Black Country, New Road.

E agora há mais três nomes confirmados, responsáveis por alguma da melhor música dos últimos vintes anos: Franz Ferdinand, um dos maiores fenómenos indie do início do século, o DJ Set de James Murphy, um dos músicos mais influentes dos últimos 20 anos, e Sampa The Great cantora, rapper e compositora zambiana.

Bilhetes à venda em meoblueticket.pt e nos locais habituais, a partir de 22 de dezembro.

13 de julho
Palco Super Bock
Franz Ferdinand, James Murphy DJ Set
Palco 2
Black Country, New Road

14 de julho
Palco Super Bock
The 1975
Palco 2
Sampa The Great

15 de julho
Palco Super Bock
L'Impératrice